sexta-feira, 30 de agosto de 2019

AMAZÔNIA: REFLEXÃO DO MÊS VOCACIONAL

Nos dias atuais como levar uma mensagem vocacional de esperança em um País onde a Amazônia é a insônia do mundo e o povo de Deus é massa de manobra nas mãos de grupos políticos e estes com a força da grande mídia, promovem a divisão em parte da sociedade e discriminação na luta do povo que sofre por melhorias nas politicas públicas?

Quando éramos adolescentes em nosso País, com a força do Espírito Santo, fomos incentivados no caminho em nossos grupos de jovens nas comunidades Paroquiais daquele tempo, onde motivados na dimensão vocacional, laicato, fomos inspirados no testemunho de Dom Hélder Câmara, Dom Evaristo Arns, Dom Aloísio Lorscheider, Pe.Zezinho, e outros bons Padres da época.   

O tempo passou para todos a internet chegou com a força das redes sociais e as celebridades.

Hoje as referências vocacionais são outras para os adolescentes, jovens, família, laicato, seminaristas.

Estamos no mês de agosto, mês vocacional, rezemos para que no Brasil, através da família, tenhamos uma sementeira de santas vocações sacerdotais, religiosas, e no laicato, para que a igreja possa continuar a sua missão profética de amor, sendo sinal de Luz e esperança para os povos que sofre em silêncio na Amazônia o pulmão do mundo e tenhamos governantes que contribua na construção do reino de Deus, com as Políticas Públicas.

Reflexão: Mês Vocacional 
05-08-2019
Tarcísio Cirino

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

VIVENDO O BATISMO NAS CAPITANIAS HEREDITÁRIAS

Os conflitos de ontem e hoje na família, instituições, politica, sociedade, igreja, é fruto do carreirismo na busca sem limites para se conquistar o "Poder."

O Brasil é um país onde as pessoas consomem muita "informação" nas redes sociais, ficando em média 10horas durante o dia na internet, segundo pesquisas, e isto vai produzindo um efeito biológico nos comportamentos emocionais, de onde a cada dia se fortalece em grande parte da sociedade a pós-verdade.

É dentro deste contexto social que muitas pessoas falam de teologia sem ser teólogo, e são doutores em outros diversos assuntos em seus canais no YouTube, redes sociais, e sem nenhuma especialização conseguem atingir multidões sem nunca ter frequentado uma academia ou cursos referente a matéria em debate e isso vai gerando o medo, insegurança nos intelectuais que tanto se dedicaram a estudos nas universidades. 

O sistema em que estamos inseridos foi nos envolvendo a entrar em uma bolha através da viagem midiática e nas últimas décadas aconteceu uma mudança na estrutura geopolítica do País e na cultura das religiões na sociedade através do processo midiático nos vários níveis da comunicação, que pode ter nos escravizado no mundo real e digital, retrocedendo o povo a viver em uma rede de capitanias hereditárias. 

"Missionários da pós-verdade" manipula as consciências e nos faz acreditar que somos cidadãos livres que vive em uma democracia onde na verdade estamos presos nas capitanias de um regime totalitário patrocinado pelos senhores do grande capital financeiro.

Irmãos não somos eterno, todos nós vamos morrer, e de que forma queremos morrer? 

Vamos morrer como escravos pajeando o regime totalitário nas capitanias? Ou morreremos com a força do espírito do batismo do evangelho de Jesus Cristo em oração, lutando pela construção do reino de Deus, do lado dos pobres, marginalizados, excluídos para que nossos filhos, netos, e as próximas gerações possa receber de herança o depósito da Fé, de seus antepassados e construir no futuro um mundo melhor fora da casa grande, rumo ao reino definitivo.

Reflexão: Tarcísio Cirino
28-07-2019

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

DEUS FALA NO SANTUÁRIO DA CONSCIÊNCIA

Nosso Deus é amor e faz sua morada no templo da consciência humana: é ali em nossa consciência que Jesus fala aos nossos corações.  Nestes tempos da triste era do conluio do corporativismo nas instituições de governo, onde também a Igreja sofre grande perseguição a começar pelo Papa Francisco na cúria romana é preciso parar para uma reflexão.

Essa perseguição contra o Papa Francisco, que vem através das diversas mídias e outros meios: onde também sofre os cristãos sendo perseguidos e estes em silêncio passam pela dor sofrendo junto com Francisco um pouco da paixão de Jesus. E quando falamos Igreja não estamos falando das paredes do templo ou dos funcionários do sagrado e sim dos batizados em especial os mais pobres o Povo de Deus que é a Igreja de Jesus Cristo.

A Igreja de Jesus Cristo, desde o início foi traída, caluniada, perseguida e no caminho a história nos mostra através da Profecia de Fátima em acordo com a Palavra de nosso Mestre o Senhor Jesus: ( Jo 15,18 ) "Se eles me perseguiram, perseguirão também vocês".

A dura perseguição moderna que vem através de um sistema corporativismo de bulingue, e outros meios: estes meios não pode e não podemos deixar que o sentimento do "Olho por olho, dente por dente" tome a nossa consciência, pois jamais podemos esquecer a promessa de Jesus: "As portas do inferno não prevalecerão na Igreja - Eis que estarei convosco até o fim dos tempos".


Confiantes na Palavra de Jesus, uma boa reflexão é ir a Missa e compreender o contexto da mensagem de Jesus, deste 12° domingo do tempo comum ( Lc 9, 18-24) e seguir em frente com alegria o caminho  da Cruz , fazendo o bem a todos e praticando a caridade em oração até o Fim.

Texto: Tarcísio Cirino
22-06-2019