domingo, 20 de maio de 2018

PROTESTANTE ATACA A IGREJA DO BRASIL.

Com as comemorações dos 500 anos da reforma protestante no mundo, no ano de 2017.


Protestante abandona a sua igreja, e com uma certidão de batismo, um pouco inusitada, se diz: convertido ao catolicismo, e comemora o seu projeto de reforma,"interesses políticos", com perseguição a igreja.


A igreja de Jesus Cristo, todos os anos, a partir da quarta-feira de cinzas, inicia um tempo de quaresma, onde durante 40 dias, caminhamos junto com Jesus em preparação para á Páscoa, definitiva.
No Brasil, desde 1962, inicia-se com a quarta-feira de cinzas, o lançamento da Campanha da Fraternidade, que é coordenado pela CNBB; e tem como objetivo, despertar a solidariedade dos fiéis, e da sociedade brasileira, buscando caminhos e solução, a cada ano, com um tema: especifico que é escolhido por um grupo, de leigos(as) e sacerdotes, que define a realidade concreta a ser transformada, na busca da transformação e durante todo o ano, os cristãos católicos e não católicos, trabalha a reflexão junto a sociedade.
O gesto concreto da Campanha da Fraternidade, a nível nacional, acontece no domingo de ramos, em todas comunidades cristãs e ecumênicas.
Arrecadação da coleta, através do gesto concreto, no domingo de ramos, vai para o Fundo Nacional de Solidariedade e Fundos Diocesanos de Solidariedade, e 60% dos recursos financeiros arrecadados, fica para os projetos sociais na própria diocese, e os outros 40% fica para FNS, que são revertidos para o fortalecimento da solidariedade, em diferentes regiões do Brasil.
De modo especial, neste ano de 2018, a igreja do Brasil, para valorizar o protagonismo dos leigos, através do documento 105, tem como objetivo, promover: "Como Igreja, Povo de Deus, celebrar a presença e a organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil; aprofundando a sua identidade, vocação, espiritualidade e missão; e testemunhar Jesus Cristo e o seu Reino; e pretende dinamizar na sociedade os estudos do documento 105, com os demais documentos do magistério, em especial os do Papa Francisco, no que-se refere ao Laicato.
Dito isso, no ultimo dia 26 novembro 2017, na Solenidade de Cristo Rei, iniciou o  " Ano do Laicato, com o tema: Cristãos Leigos e Leigas, sujeitos na igreja em saída, a serviço do Reino; com o lema: Sal da terra e Luz do Mundo, Mt 5,13-14".
Ocorre que no Brasil, neste ano de 2018, é um ano de eleições.
E a partir dai um grupo de comunicadores radicais, com estratégia politica, na busca do "Poder" dentro da igreja, com conhecimento das falhas, da gestão administrativa da grande instituição; utiliza-se de ferramentas distante do diálogo, com uma linguagem estranha, em uma ação estratégica terrorista, e diabólica, muito bem arquitetada e organizada, no Youtube e nas redes sociais, tendo como fundamento, uma ação, através do "Ano da Laicato",  para fragilizar de forma estratégica, a Campanha da Fraternidade 2018, e silenciar, cardeais, bispos, Padres, e todos(as), que-se opõe a seus ideais. A estes promovem ataques, organizado, através das redes sociais.

Imagens vídeo: Redes Sociais - Bernardo Pires Kuster

Matéria: Tarcísio Cirino
27-02-2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário