sábado, 21 de julho de 2018

LIDERANÇAS DO BRASIL: PEDEM AJUDA AO PAPA FRANCISCO

O advogado argentino Juan Grabois, consultor do Papa Francisco, em assuntos no Vaticano, do Discatério da Promoção da Vida Humana Integral, visitou o Brasil e ouviu o clamor das lideranças do Povo de Deus, na noite do último 11 junho, no encontro com lideranças e representantes de Universidades, Escolas, Movimentos Sociais, Pastorais, Paróquias, da igreja do Brasil.

Durante o diálogo no encontro com parte das lideranças da igreja, foi feito pedido a Juan Grabois, que leve ás informações do que visualizou no Brasil para conhecimento do Papa Francisco.


 Após ouvir o diálogo das lideranças, me parece sem generalizar; pois é bom que se diga: no Brasil, temos, em todas dioceses um clero com muitos bons Padres e bispos santos, no entanto também existe uma minoria influente que está bem longe daqui, uma espécie de "Senhores Feudais", que em seus territórios sendo eles, apajeados por lideranças que nascem do clericalismo, estes, coloca os pobres cristãos á trabalhar em um ativismo forte na construção da casa grande.


Com um método de espiritualidade nas nuvens, estes "Senhores", impõe uma agenda de trabalho nas construções que impossibilita os cristãos de pensar, descansar, ter lazer com a família, estudar os documentos do Papa, e a partir dai, ás consciências ficam anestesiadas na conjuntura eclesial, politica, através da força das grandes mídias de comunicação, que manipula ás consciências. 


Diante da estrutura, a nova Paróquia, com ás mudanças que precisa acontecer no contexto eclesial, só será possível em nosso tempo, através dos leigos, tendo eles, formação atualizada dentro da conjuntura atual, com apoio e ajuda dos bons e santos Padres.


Dito isso, vemos nos dias atuais "Leigos, Padres", com medo de se posicionar, pois se alguém navegar contra o sistema e decidir lutar pela causa dos pobres, estes são perseguidos e até excluídos do trabalho em algumas comunidades.

Diante do contexto, as lideranças do Brasil entregaram cartas a Juan Grabois, e pediram que as informações chegue até o Papa Francisco, na esperança que nossa geração, perca o medo e se coloque no caminho da nova evangelização.

 Matéria: Tarcísio Cirino
 18-06-2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário